fbpx

Ementa Semanal: #6 / 2021

A ementa desta semana é um regresso lento ao planeamento semanal. Tem pratos simples e fáceis de preparar e pensados em maximizar o uso dos mesmos ingredientes.

A ementa desta semana (semana número 6 de 2021) já está disponível para download – só precisa salvar a imagem. Como as das semanas anteriores tem pequenos-almoços, almoços, lanches e jantares de segunda a sexta.

Ir para ementa.

Os links para as receitas estão todos no final deste artigo. Algumas ainda não têm link, porque não estão no blog. Nesse caso deixo uma explicação simples. Esta ementa é feita para toda a família (pai, mãe e bebé de 2 anos). Comemos todos o mesmo desde que ela tem 9 meses. Qualquer adaptação que tenha de ser feita para bebés com menos de 12 meses, deixo uma nota em baixo.

Esta ementa é a ementa de toda a família cá em casa. Um bebé de 1 ano normalmente já pode (e deve!) comer a mesma comida que toda a família e por isso estas ementas são aptas para bebés a partir dessa idade. E é importante também saber que, se a família tiver uma alimentação saudável, é possível o bebé fazer parte das refeições da família logo a partir dos 6 meses. Só são precisas adaptações maiores.

Lembrando que a ideia destas ementas é servirem de inspiração. Pode sempre adaptar à sua família.

Notas sobre o planeamento desta semana

Esta semana incluo, como (quase) sempre leguminosas em uma das refeições do dia pelo menos. As leguminosas são fonte de ferro, fibras além de tantos outros nutrientes. Também podem ser feitas antecipadamente e em grande quantidade e congeladas. Temos um artigo inteiro dedicado a como cozinhar leguminosas, pode vê-lo aqui.

Esta semana também, a pedido de algumas seguidoras, incluo uma lista de compras que pode salvar e imprimir, ou simplesmente copiar e adaptar. Ela está no final do artigo.

Notas sobre o planeamento desta semana

Esta semana foquei-me em pratos que costumo cozinhar com mais frequência e por isso são fáceis de executar. Também são receitas que consigo cozinhar a mais e congelar como o chili ou os croquetes de millet. Vario entre arroz branco e arroz integral e o tipo de massa também. Estou a repetir mais vegetais também mas a ideia é maximizar o uso e simplificar.

O que vou cozinhar no domingo:

O feijão preto. Fiz a mais e uma parte vai ser para fazer o chili vegetariano e a outra congelo para a sopa de quarta e quinta-feira.

Batata doce assada. Vou fazer pedaços largos para não ficar muito seca no dia seguinte.

O arroz que acompanha os rissóis.

Lavar e deixar a salada pronta para montar

Os croquetes de millet.

Outras coisas que pode fazer no fim-de-semana:

Cozer grão caso queira usar grão seco na salada de bacalhau / húmus.

Fazer os rissóis.

Preparar o ragu e congelar.

Cortar os vegetais da sopa de feijão e congelar num saco apropriado para o congelador.

Ao longo da semana:

Vou fazer os rissóis na segunda-feira. O frango já estava cozido e desfiado.

Na terça-feira, vou fazer o puré de abóbora e brócolos.

Na quarta-feira faço o ragu de carne.

Na quinta-feira, cozo o bacalhau e as batatas e faço a salada. Vou usar grão em conserva. Vou deixar o húmus de abóbora preparado também.

Dicas para ter menos trabalho a cozinhar

Eu estou a voltar ao planeamento lentamente, então vou cozinhar mais durante a semana. Ultimamente como estamos em casa, também me sabe melhor comer comida feita na hora. Isto é uma forma de se começar a fazer meal prep sem ficarmos assoberbadas.

Neste caso, cozo o feijão a mais e faço uma parte no chili e a outra para a sopa. Assim uso apenas feijão preto esta semana. Os croquetes de millet vou fazer em quantidade grande e congelar. Assim na semana seguinte ou na outra, já tenho croquetes para uma ou mais refeições.

Os muffins e panquecas podem todos ser feitos antecipadamente e congelados. Depois é só deixar a descongelar no frigorífico durante a noite e aquecer no forno ou frigideira.

O pequeno-almoço e os lanches

Esta semana os nossos pequenos almoços variam apenas entre pão e papas adormecidas de aveia (overnight oats). Lembre-se que às vezes não dá para variar tanto quanto gostamos e uma forma simples de variar é mudar apenas um componente do prato: variar a fruta ou o que usamos para barrar o pão por exemplo.

O lanche da manhã é sempre fruta como sempre. Se ela tiver comido pouco ao pequeno-almoço também adiciono um queijo Babybel ou frutos secos (que corto em pedaços pequenos porque os frutos secos representam risco de asfixia até aos 4 anos).

Os fins-de-semana

Este fim-de-semana celebramos a primavera com um pequeno churrasco de picanha. Depois como sempre comemos pizza ao jantar – já se tornou um ritual de sábado à noite cá em casa. E no domingo tivemos peixe assado.

Ementa da semana # 6 / 2021 (de 8 a 12 de Fevereiro):

Na ementa desta semana temos (com links para as receitas):

Chili vegetariano, batata-doce assada com páprica e guacamole.

Este chili é um dos pratos a que recorro com frequência por já estou muito habituada a fazer. É delicioso, fácil e congela super bem. Acompano com batata-doce porque comemos arroz no jantar, mas pode acompanhar com arroz ou millet.

O chili é um prato fantástico para oferecer a bebés porque tem muito sabor e expor os bebés desde cedo a temperos abre o paladar deles e torna-os mais abertos a novos sabores Para adaptar o chili para bebés com menos de 12 meses, só precisa amassar o chili com um garfo.

Rissóis de frango e vegetais, arroz com ervilhas e salada

A receita de rissóis vai estar em breve no blog, mas são feitos com frango e vegetais e assados no forno! Acompanho com arroz de ervilhas e salada de alface, cenoura, sementes e tâmaras.

Para bebés a partir dos 6 meses: Até o bebé fazer a pinça fina ou mesmo antes dos 12 meses, pode ser difícil oferecer rissóis. Mas pode oferecer o recheio bem picado com o arroz bem cozido, amassado e em formato de niguiri e as ervilhas amassadas com um garfo. As sementes representam risco de engasgo até mais tarde então, se oferecer, ofereça trituradas e misturadas com o arroz por exemplo.

Croquetes de millet, puré de abóbora, brócolos refogados com alho

Os croquetes de millet são uma receita já conhecida do blog e muito replicada. São surpreendentemente saborosos e congelam bem por isso faço sempre a mais. Vou acompanhar com puré de abóbora e coentros (apenas abóbora cozida, depois adiciono coentros bem picados e amasso a abóbora com um garfo) e brócolos cozidos e refogados com alho.

Para bebés com menos de 1 ano: Este prato é maravilhoso porque não precisa de nenhuma adaptação para bebés a partir dos 6 meses. Ofereça o croquete e brócolos no prato ou tabuleiro e sirva o puré num prato fundo com ventosa (tipo os da EZPZ) ou numa colher e disponibilize a colher para o bebé.

Massa com ragu de carne de vaca

Esta receita é de ragu é deliciosa e também não precisa de qualquer adaptação para o bebé (a não ser no sal, que adicionamos na mesa, se tivermos um bebé com menos de 12 meses). Ela não vai estar no blog porque faz parte do próximo E-book de receitas que sai já no início de abril.

Para bebés com menos de 1 ano, só é necessário picar bem a carne. Se não estiver confiante, pode triturar um pouco de carne e molho e misturar à massa.

Salada de bacalhau e grão com batata cozida com alecrim e azeite

Esta salada é inspirada na salada de grão-de-bico que está no blog. Asso os pimentos, corto a cebola roxa e o tomate. Misturo com o grão e adiciono lascas de bacalhau e ovo cozido. Sirvo com batatas cozidas em água e depois assadas com azeite e alecrim. Também é um prato excelente para fazer e comer no dia seguinte, porque o frigorífico não modifica o sabor ou textura do prato.

Para bebés com menos de 1 ano: O bacalhau por ter sal, não pode ser oferecido a bebés com menos de 12 meses. Tem de adaptar os cortes: o grão é amassado, o pimento assado e retirada a casca e sementes e cortado em tiras, o tomate tem de estar macio e cortado em 4 e sem casca (ou casca a meio só). O ovo cozido só a partir da pinça fina. Até lá prefira tiras de omeletes.

(Piquenique): Húmus com palitos de cenoura cozida e pepino, sanduíche de mozarela fresca e tomate

Corto os palitos de cenoura e cozo-os (a cenoura crua representa risco de engasgo) e o pepino para ela comer com o húmus e ao lado sirvo uma sanduíche de pão integral com mozarela, e rodelas finas de tomate. Aqueço ligeiramente a sanduíche para o queijo derreter.

Para bebés com menos de 1 ano: Os palitos de cenoura tem de ser maiores para o bebé conseguir agarrar e estar bem cozidos (conseguir amassar entre a ponta dos dedos). Os palitos de pepino devem ser largos e com casca – o bebé normalmente usa-o para coçar a gengiva. O húmus não precisa de adaptação. A sanduíche só é apropriada mais próximo dos 2 anos, mas pode oferecer o tomate e acrescentar uma fonte de ferro a este prato como um hambúrguer ou croquete.

Sopa de beterraba

Uma sopa com uma cor maravilhosa e uma favorita da minha filha.

Sopa de legumes

Esta sopa é deliciosa e leva apenas ingredientes que normalmente temos em casa.

Lista de compras

Aviso

O conteúdo oferecido no blog comidadebebe.pt é puramente para fins informativos. O comidadebebe.pt não se dedica a fornecer aconselhamento profissional, seja médico ou outro, para usuários individuais ou para os seus filhos ou famílias. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto do conselho de um médico ou profissional de saúde, nutricionista ou especialista em alimentação e alimentação pediátrica. Ao acessar o conteúdo em comidadebebe.pt, reconhece e concorda que aceita a responsabilidade pela saúde e bem-estar de seu filho ou familiar. Em troca de fornecer-lhe uma série de informações sobre alimentação e nutrição infantil, introdução da alimentação complementar e receitas, você renuncia a quaisquer reclamações que você ou seu filho possam ter como resultado da utilização do conteúdo que está no comidadebebe.pt.

Leave a Reply

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
Follow by Email
%d bloggers like this: