fbpx

Trigo

Este artigo faz parte do Glossário de Alimentos de A a Z.

O trigo é provavelmente um dos cereais mais presente na nossa alimentação. Está presente em bolos, bolachas, tartes, pizzas e pães, nas massas, no cuscuz e em grande parte das papas de bebés.

O trigo é uma excelente fonte de hidratos de carbono, tão importantes para fornecer energia a bebés e crianças em crescimento. O perfil nutricional vai depender do tipo de trigo, sendo que a farinha de trigo branca é a mais processada e com menos nutrientes e fibras do que a farinha de trigo integral.

O trigo a que normalmente estamos habituados é o trigo da farinha branca que usamos no preparo dos alimentos, mas existem várias variedades na família do trigo: espelta, farro, trigo duro e kamut. Todas as espécies de trigo contém glúten.

Curiosidade: O trigo é a segunda maior cultura agrícola do mundo, sendo ultrapassada apenas pelo milho.

A partir de que idade pode oferecer?

A partir dos 6 meses ou quando o bebé já tiver todos os sinais de prontidão.

O trigo pode causar alergia?

Sim, o trigo é um dos alergénicos mais comuns que existe. Para saber como introduzir alergénicos, consulte este artigo.

É importante entender que a alergia ao trigo não é a mesma coisa que doença celíaca. A evidência científica sugere que mais de 60% dos bebés com alergia ao glúten, ultrapassam essa alergia até aos 12 anos. Já a doença celíaca é uma condição para a vida toda e requer uma dieta mais restritiva, eliminando da dieta todos os alimentos que contém glúten.

Se o seu bebé é alérgico ao trigo, saiba que uma boa parte das alergias ao trigo – nomeadamente 60% de acordo com um estudo -, resolvem-se até aos 12 anos.

Representa risco de engasgo?

Depende do produto que contém o trigo.

Veja mais sobre os cortes e texturas dos alimentos neste artigo.

Como introduzir o trigo ao bebé

Conseguimos introduzir o trigo na alimentação do bebé de várias formas:

  • Papas que contenham farinha de trigo
  • Farinha de trigo (branca ou integral) no preparo de receitas
  • Massa
  • Cuscuz
  • Bulgur
  • Pão (atenção ao risco de engasgo) ou pão ralado

Outra opção será a introdução de pão ou bolachas, embora deva dar o pão com moderação antes dos 12 meses e evitar as bolachas, especialmente as que têm

BLW:

Faça uma papa que contenha farinha de trigo e ofereça ao bebé. Como com todas as papas de cereais, pode faze-la com água e depois misturar leite materno/artificial e fruta.

Outra opção é introduzir a massa na alimentação do bebé. Falamos sobre massa neste artigo do glossário dos alimentos.

Alternativamente, pode cozer bem o cuscuz e misturar com um puré de vegetais. Pode ainda adicionar uma leguminosa amassada ou carne bem desfiada.

Por fim, use farinha de trigo nas panquecas, muffins ou bolos, mas lembre-se que normalmente estes preparos contém outros alergénicos como ovo, oleaginosas ou leite. Não ofereça mais do que um alergénico pela primeira (ou primeiras) vez ao mesmo tempo.

Introdução convencional:

Faça papas com farinha de trigo ou um preparo que contenha farinha de trigo. Faça a papa com água e depois adicione leite materno ou leite artificial e fruta.

Pode também incluir massa no preparo de sopas ou adicionar um pouco de gérmen de trigo antes de triturar a sopa ou papa do bebé.

Veja receitas com trigo aqui.

O glúten na alimentação do bebé

O glúten é um tipo de proteína presente no trigo mas não só. Além do trigo, outros cereais têm glúten: a cevada, centeio e a aveia (embora nem todas).

O trigo está incluído na lista de alergénicos comuns, mas não o glúten. O glúten é problemático para pessoas com doença celíaca, uma doença auto-imune caracterizada por danos ao intestino delgado quando o glúten é consumido. Nesse caso qualquer cereal que contém glúten deve ser evitado.

Algumas pessoas podem ser sensíveis ou intolerantes ao glúten, mas podem não ter alergia ao trigo ou doença celíaca. Nunca retire o glúten da alimentação de um bebé sem consultar um médico. Muitas vezes a intolerância ao glúten é auto-diagnosticada e as queixas podem ser sintomas de outro problema.

Se existe histórico de doença celíaca na família, não introduza o glúten sem antes falar com o médico de família.

Fontes:

Associação Portuguesa de Celíacos – Alergia ao Trigo

Food Allergy Research and Education (FARE) – Wheat Allergy

The natural history of wheat allergy. Keet CA, et al. Ann Allergy Asthma Immunol 2009;102(5):410

Ricci G, Andreozzi L, Cipriani F, Giannetti A, Gallucci M, Caffarelli C. Wheat Allergy in Children: A Comprehensive Update. Medicina (Kaunas). 2019 Jul 23;55(7):400. doi: 10.3390/medicina55070400. PMID: 31340608; PMCID: PMC6681225.

G. Bonafaccia, V. Galli, R. Francisci, V. Mair, V. Skrabanja, I. Kreft, Characteristics of spelt wheat products and nutritional value of spelt wheat-based bread, Food Chemistry, Volume 68, Issue 4, 2000, Pages 437-441.

New Food Allergy Guidelines for Pediatricians

Aviso

O conteúdo oferecido no blog comidadebebe.pt é puramente para fins informativos. O comidadebebe.pt não se dedica a fornecer aconselhamento profissional, seja médico ou outro, para usuários individuais ou para os seus filhos ou famílias. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto do conselho de um médico ou profissional de saúde, nutricionista ou especialista em alimentação e alimentação pediátrica. Ao acessar o conteúdo em comidadebebe.pt, reconhece e concorda que aceita a responsabilidade pela saúde e bem-estar de seu filho ou familiar. Em troca de fornecer-lhe uma série de informações sobre alimentação e nutrição infantil, introdução da alimentação complementar e receitas, você renuncia a quaisquer reclamações que você ou seu filho possam ter como resultado da utilização do conteúdo que está no comidadebebe.pt.

Leave a Reply

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
Follow by Email
%d bloggers like this: