fbpx

Pêssegos

Este artigo faz parte do Glossário de Alimentos de A a Z.

Comuns durante a primavera e verão, os pêssegos são uma fruta deliciosa e rica em fibras e várias vitaminas e minerais. Vitamina C, vitamina A, potássio, vitamina E, vitamina K, cobre e magnésio.

Em Portugal há várias variedades de pêssego e algumas variedades vêem em diferentes tamanhos. Se está ou vai começar a fazer baby led weaning (BLW) prefira pêssegos maiores. Ofereça pêssegos paraguaios ou pêssegos pequenos em papas ou purés. Ou deixe para oferecer quando o bebé for mais velho (depois dos 12 meses).

Certifique-se também que o pêssego está bem maduro e macio. Para saber se está macio, tem de conseguir esmagar com facilidade entre a ponta dos dedos ou entre a língua e o céu da boca.

A partir de que idade pode oferecer pêssegos ao bebé?

A partir 6 meses ou quando o bebé já tiver todos os sinais de prontidão.

Pode causar alergia?

Não é comum. No entanto, bebés com síndrome de alergia oral (OAS) ou síndrome pólen-alimento, podem reagir ao pêssego.

Como em teoria qualquer alimento pode causar alergia, por isso comece sempre com quantidades menores e evolua gradualmente.

Representa risco de engasgo?

Sim. Os pêssegos são escorregadios e rijos, duas características que representam risco elevado de engasgo. Continue a ler para ver como oferecê-lo em segurança.

Veja mais sobre os cortes e texturas dos alimentos neste artigo.

Como oferecer pêssegos

BLW:

Os pêssegos são firmes e escorregadios, duas características dos alimentos que representam risco de engasgo elevado. Além disso, vêm em diferentes formas e tamanhos e nem todos são seguros para o bebé.

Podem ser oferecidos esmagados sozinhos, misturados com iogurte ou em papas. Podem também ser oferecidos cortados ao meio e sem o caroço, contando que:

  • O pêssego está bem maduro;
  • O pêssego é grande. Até o bebé fazer pinça fina não ofereça pêssegos paraguaios ou pêssegos muito pequenos. Lembre-se que o bebé nesta fase agarra os alimentos com a palma da mão inteira então ele precisa de pedaços grandes.
  • A casca pode colar no céu da boca e deixar o bebé engasgado. No entanto, ela ajuda a deixar o pêssego menos escorregadio. Por isso, pode deixar a casca ou não; a decisão é sua. Se preferir tirar a casca e o bebé tiver dificuldade em agarrar, experimente “panar” o pêssego em um pouco de farinha de linhaça, oleaginosas trituradas ou farinha de aveia.

A partir dos 9 meses, ou quando bebé começar a fazer a pinça fina, pode retirar o caroço do pêssego e oferece-lo em pedaços pequenos para o bebé agarrar com a ponta dos dedos. Como o pêssego é muito escorregadio, os pedaços pequenos podem representar um desafio não só para o bebé agarrar, mas também podem ser engolidos inteiros por acidente. Então, se preferir, nesta fase pode continuar a oferecer metades ou quartos de pêssego. Ou pode ainda cortar fatias muito finas e oferecer ao bebé.

Introdução convencional: 

Pode começar por fazer um puré ou papa de pêssego sem nenhuma outra fruta para o bebé conhecer o sabor. Coza o pêssego em pedaços com ou sem casca, com um pouco de água e algumas gotas de limão. Depois triture, deixe arrefecer e sirva. Veja o passo a passo aqui.

Posteriormente pode combinar o pêssego com outras frutas: com banana, mirtilos, morangos ou maçã. Ou pode fazer papa de cereais e pêssego. Adicione especiarias como cardamomo ou canela para dar ainda mais sabor à papa.

A partir dos 12 meses:

A partir dos 12 meses, pode continuar a oferecer fatias de pêssego ao bebé. Se sentir que o seu bebé está preparado, comece a oferecer o pêssego cortado em cubos. É uma boa forma de treinar o uso do garfo.

Entre os 12 e 24 meses, ou quando sentir que seu bebé está pronto, pode voltar a oferecer metades de pêssego ou pêssegos inteiros para o bebé praticar morder. Ofereça pêssegos sempre bem maduros e nunca deixar o bebé comer sem supervisão e um adulto. E lembre-se, ninguém conhece o seu bebé como você. Alguns bebés estão prontos antes do que outros.

Pode encontrar receitas com pêssegos aqui.

Fontes:

USDA – Food Data Central

American Academy of Allergy, Asthma & Immunology. Oral Allergy Syndrome (OAS)

American Academy of Allergy, Asthma & Immunology. Oral Allergy Syndrome – Pollens and cross-reacting foods

Aviso

O conteúdo oferecido no blog comidadebebe.pt é puramente para fins informativos. O comidadebebe.pt não se dedica a fornecer aconselhamento profissional, seja médico ou outro, para usuários individuais ou para os seus filhos ou famílias. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto do conselho de um médico ou profissional de saúde, nutricionista ou especialista em alimentação e alimentação pediátrica. Ao acessar o conteúdo em comidadebebe.pt, reconhece e concorda que aceita a responsabilidade pela saúde e bem-estar de seu filho ou familiar. Em troca de fornecer-lhe uma série de informações sobre alimentação e nutrição infantil, introdução da alimentação complementar e receitas, você renuncia a quaisquer reclamações que você ou seu filho possam ter como resultado da utilização do conteúdo que está no comidadebebe.pt.

Leave a Reply

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
Follow by Email
%d bloggers like this: