fbpx

Temos sempre muitos pedidos nas redes sociais de leguminosas em conserva que possam ser oferecidas a bebés.

Por isso decidi criar este artigo. Para poder ajudar as mães e pais a encontrar os produtos apropriados para os seus bebés, desde os 6 meses. Infelizmente, não existem assim tantas opções no mercado. Continue a ler para ver essas opções e como fazer boas escolhas.

As leguminosas são uma fonte fantástica de ferro, além de vários outros nutrientes e fibras. São também super versáteis: podem ser usadas como acompanhamento do segundo prato, como croquetes, hambúrgueres, incorporadas em molhos e até patês para o lanche! E é por isso que são alimentos fantásticos para adicionar à alimentação dos bebés e crianças!

Acho que todos sabemos que as leguminosas secas são a melhor alternativa, tanto para a carteira como para o ambiente. E se querem consumir mais feijão e grão, o meu conselho é investirem numa panela de pressão nova (e não se preocupe com explosões, porque os novos modelos são seguros1)

Mas e quando as leguminosas secas não são opção?

Atualmente já existem algumas alternativas ótimas no mercado e que podem ser oferecidas a bebés desde os 6 meses e até consumidas com frequência, por não terem sal nem aditivos. Infelizmente, não existem em todos os supermercados. Deixo aqui as opções existentes e onde comprá-las:

Leguminosas sem sal, em latas sem BPA. À venda nas lojas Celeiro ou on-line.

Leguminosas sem sal, em vidro. À venda nos supermercados Intermarché.

Leguminosas sem sal, em vidro. À venda nos supermercados e on-line no Auchan.

Leguminosas com pouco sal (0,3g), em vidro. À venda nas lojas Celeiro e on-line.

A Mr Organic também tem leguminosas sem sal e em latas sem BPA, mas são mais difíceis de encontrar. Encontro-as por vezes no El Corte Inglês ou online.

Uma nota sobre as leguminosas sem sal da Ferbar:

A Ferbar tem uma nova gama de leguminosas “sem sal” em embalagem Tetra Recart (sem BPA). A verdade é que estas leguminosas são cozidas em água sem sal, mas depois têm um conservante, o E 223 – metabissulfito de sódio, que contém sódio. Se verificar a tabela nutricional, o produto contém 0,3g de sal por 100g. Esta quantidade de sal não é preocupante para um bebé ou criança. No entanto, o aditivo E 223, pode ser. Segundo a ASAE2, o metabissulfito de sódio pode causar irritação gástrica devido à libertação do ácido sulfuroso, e reacções alérgicas na pele. Os sulfitos podem ser perigosos para as pessoas asmáticas. Por fim, a sua acção sobre os alimentos leva à redução dos teores de tiamina (vitamina B1).

O que procurar nas leguminosas em conserva?

Ingredientes: apenas leguminosas e água para bebés com menos de 12 meses. Depois dos 12 meses também pode ter sal, mas procurem opções com menos sal.

Em vidro ou lata sem Bisfenol A (BPA): Se a lata não tiver BPA é preciso vir mencionado na embalagem. Que eu tenha conhecimento há 3 marcas de enlatados sem BPA: Biona, Nature Foods e Mr Organic

Muitas conservas têm aditivos, alguns deles podem até causar reações alérgicas, por isso o ideal é evitar o consumo. Se na sua região, não encontrar opções sem aditivos, e não puder usar leguminosas secas, ofereça as de conserva com moderação.

Como oferecer leguminosas em conserva:

Lave as leguminosas e depois coza-as por mais 15 minutos em água a ferver. Isso vai deixar as leguminosas mais macias. Se for usar na sopa, só precisa lavar.

Devido ao seu formato, as leguminosas representam risco de engasgo até aos 12 meses. Pode oferecê-las ao bebé de uma das seguintes formas:

– Puré (amasse com um garfo e depois adicione um pouco de leite materno e misture)

– Patê (por exemplo: húmus) barrado numa tira de pão ligeiramente torrado ou como dip para tiras de vegetais cozidos ou crus (dependendo da idade)

– Ligeiramente amassadas com um garfo para retirar o formato, assim que o bebé fizer a pinça fina e até aos 12 meses.

Depois dos 12 meses já não precisa alterar o formato das leguminosas e pode oferecê-las como oferece para o resto da família. Continue a preferir leguminosas sem sal ou com pouco sal. Algumas marcas tem mais de 1 g de sal por 100g, o que é muito sal mesmo depois dos 12 meses.

Aditivos nas leguminosas em conservas

Infelizmente, além de sal, muitas leguminosas em conservas têm outros aditivos. Estes são 3 dos aditivos que encontra em várias marcas de conservas2:

E 223 – Metabissulfito de sódio (pode produzir irritação gástrica, reacções alérgicas na pele; os sulfitos podem ser perigosos para as pessoas asmáticas*);


E 385 — Etilenodiaminatetracetato de cálcio dissódico (sugerido interferir com a absorção de nutrientes como ferro, zinco e cobre*);


E 621 – Glutamato Monossódico (seu consumo pode desencadear a «síndroma dos restaurantes chineses», que se manifesta por palpitações, dores de cabeça, tonturas, náuseas, dores no pescoço, endurecimento muscular e fraqueza dos braços; é proibido em alimentos para bebés)

Fontes:

1 Consumer Notice – Are pressure cookers safe?

2 ASAE – Conservantes

Aviso

O conteúdo oferecido no blog comidadebebe.pt é puramente para fins informativos. O comidadebebe.pt não se dedica a fornecer aconselhamento profissional, seja médico ou outro, para usuários individuais ou para os seus filhos ou famílias. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto do conselho de um médico ou profissional de saúde, nutricionista ou especialista em alimentação e alimentação pediátrica. Ao acessar o conteúdo em comidadebebe.pt, reconhece e concorda que aceita a responsabilidade pela saúde e bem-estar de seu filho ou familiar. Em troca de fornecer-lhe uma série de informações sobre alimentação e nutrição infantil, introdução da alimentação complementar e receitas, você renuncia a quaisquer reclamações que você ou seu filho possam ter como resultado da utilização do conteúdo que está no comidadebebe.pt.

%d bloggers like this: